Secretaria mobiliza educadores para a Semana Pedagógica 2019

jornada-pedagogica_0

Com o objetivo de planejar o ano letivo de 2019, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realizará, entre os dias 4 e 8 de fevereiro, a Semana Pedagógica, em todas as unidades escolares da rede estadual de ensino. Como parte das ações, nesta quarta-feira (16), às 8h, será realizada uma videoconferência no Instituto Anísio Teixeira (IAT), que será retransmitida para todos os Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), para que gestores e professores participem das discussões.

Este ano, a Semana Pedagógica terá como tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante a Semana Pedagógica, professores, gestores e coordenadores pedagógicos irão discutir ações e atividades para a melhoria da aprendizagem, além de avaliar o conteúdo e estratégias de articulação entre os projetos e o currículo.

 

O superintende de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello, falou da importância da iniciativa. “O nosso objetivo central é discutir uma mudança dos indicadores educacionais nas escolas públicas do Estado e, por isso, elegemos como tema esses pilares que são: currículo, formação, acompanhamento e avaliação. No currículo, nós vamos discutir uma requalificação da oferta; na formação, nós vamos discutir a utilização mais eficiente pela escola das atividades complementares; no acompanhamento, nós vamos realizar a discussão com a escola para acompanhar a cada unidade letiva por seus resultados; e, por fim, na avaliação, nós vamos buscar propor novas estratégias de avaliação que colaborem para a elevação do sucesso escolar”, destacou.

 

A programação da Semana Pedagógica inclui: apresentação da linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre Aprendizagem contextualizada no século XXI, Avaliação da aprendizagem e Trajetórias de sucesso escolar.

 

Videoconferência

Na videoconferência, que contará com a participação de gestores da Secretaria da Educação do Estado, os educadores irão refletir sobre qual a melhor metodologia para que a jornada aconteça em fevereiro. O propósito é apresentar conceitualmente o modelo de Semana Pedagógica, além de orientar os gestores sobre a metodologia voltada à discussão desses quatro pilares.

Começa dia 22 a matrícula na rede estadual de ensino

Renovação de matricula 2018 - Caroline Jesus

O calendário de matrícula para o ano letivo da rede estadual de 2019 começa na terça-feira (22) e prossegue até o dia 29 deste mês. O primeiro dia será destinado à transferência dos estudantes da rede estadual. O processo será feito presencialmente em qualquer unidade escolar ou pela internet pelo Portal da Educação(www.educacao.ba.gov.br). Para fazer a transferência, via internet, o estudante deverá utilizar o Código de Matrícula, que ele recebeu na sua escola de origem, ou se dirigir a qualquer escola estadual. O mesmo vale para o estudante cuja escola de origem não oferecerá a série subsequente.

Já na quarta (23) e na quinta (24), a matrícula será para os concluintes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental das redes municipais de ensino. A matrícula poderá ser feita em qualquer colégio da rede estadual e via internet para os alunos da capital baiana e de mais 59 municípios, conforme lista abaixo e disponível no Portal da Educação. “Dobramos o número de municípios participantes do processo de matrícula via web, em relação à matrícula do ano passado, quando tivemos somente 26 cidades”, destaca a diretora de Atendimento da Rede Escolar, Eliana Carvalho.

Na sexta-feira (25), a matrícula será para os novos alunos do Ensino Fundamental vindos da rede particular de ensino ou de outros Estados e que passarão a integrar a rede estadual. O processo será feito somente presencialmente, em qualquer escola estadual. Já a segunda (28) e a terça (29) serão reservadas para os novos estudantes do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. A matrícula, neste caso, também só poderá ser feita presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará nas diferentes modalidades, como exemplo Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos.

Por fim, os estudantes com necessidade especial (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado) que fizeram a inscrição na pré-matrícula, no mês de novembro, deverão comparecer à unidade escolar indicada no cadastro no dia 31 (quinta-feira) para a entrega da documentação exigida para a consolidação do processo.

Documentação – Para a efetivação da matrícula, deverão ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU e cartão de crédito ou TV por assinatura). Neste ano, se tornou obrigatória a apresentação da original e cópia da Carteira de Vacinação para estudantes com até 18 anos.

O ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado à avaliação fina.

Matrícula pela INTERNET

Concluintes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental – Salvador

Concluinte do 9º ano do Ensino Fundamental

1- Abaré

  1. Acajutiba
  2. Aiquara
  3. Alagoinhas
  4. Baixa Grande
  5. Barreiras
  6. Barro Preto
  7. Barrocas
  8. Bom Jesus da Lapa
  9. Cairu
  10. Camaçari
  11. Camamu
  12. Carinhanha
  13. Chorrochó
  14. Coribe
  15. Dario Meira
  16. Dias d’Ávila
  17. Eunápolis
  18. Feira de Santana
  19. Firmino Alves
  20. Gloria
  21. Gongogi
  22. Guaratinga
  23. Ibiassucê
  24. Iguaí
  25. Ipirá
  26. Itaberaba
  27. Itororó
  28. Jequié
  29. Jitaúna
  30. João Dourado
  31. Lamarão
  32. Lauro de Freitas
  33. Luís Eduardo Magalhães
  34. Macaúbas
  35. Macururé
  36. Madre de Deus
  37. Maiquinique
  38. Mata de São João
  39. Matina
  40. Nilo Peçanha
  41. Nova Ibiá
  42. Paulo Afonso
  43. Pindobaçu
  44. Pirai do Norte
  45. Potiragua
  46. Porto seguro
  47. Riachão
  48. Do Jacuípe
  49. Riacho de Santana
  50. Santa Cruz da Vitória
  51. Santaluz
  52. São Gabriel
  53. Serra do Ramalho
  54. Serrinha
  55. Simões Filho
  56. Tapiramutá
  57. Vitória da Conquista
  58. Xique-xique

Foto: Ilustrativa

Secretaria da Educação do Estado ofertará mais de 2 mil vagas para formação de professores em 2019

A Secretaria da Educação do Estado ofertará 2.872 vagas para a formação de professores da rede estadual em instituições de Ensino Superior, em 2019. A iniciativa faz parte do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), gerenciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que desenvolve cursos de nível superior e de pós-graduação por meio da modalidade de Educação a Distância (EAD). Ao todo serão cursos distribuídos em 20 polos, ofertados por 10 instituições de Ensino Superior. As inscrições estão previstas para iniciarem em fevereiro nos sites das instituições com cursos de especialização, bacharelado, licenciatura, tecnólogo, em áreas de Cultura, Ciência, Tecnologia, Ciências Naturais e Linguagens.

 encontro-de-formacao4

O subsecretário da Educação do Estado, Nildon Pitombo, explicou que houve um alinhamento com as instituições ofertantes para que os cursos estivessem vinculados às demandas do novo perfil de oferta da rede estadual de ensino. “Nós privilegiamos especializações e graduações na área da Cultura em sintonia com ações da Secretaria da Educação, como o projeto Escolas Culturais. Trazemos a novidade de cursos específicos das Ciências Naturais, aprofundando diversos tópicos neste campo como prevê o Plano Estadual e Nacional de Educação, com ofertas de Química e Biologia, na Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIFASV)”, destacou. Outros destaques para 2019 serão cursos de Gestão em Saúde, Tecnologias Digitais, Gestão de Escolas do Campo, Direitos Humanos, com foco nos estudos étnico raciais. “Ainda em diálogo com os municípios estaremos ofertando cursos de Administração Pública”, ressaltou o subsecretário.

 

As formações buscam o aperfeiçoamento dos educadores em alinhamento com diretrizes da Secretaria no sentido de fortalecer o eixo pedagógico das escolas. “Fundamentalmente queremos promover a melhoria da atuação dos professores em determinados campos, que são chaves nos Planos Estadual e Nacional de Educação, sobretudo na educação digital, no aperfeiçoamento do ensino de Ciências Naturais, onde temos pouco aprofundamento nas escolas sobre o assunto em todo Brasil e na questão da cultura, com a licenciatura de Música Popular Brasileira e Teatro. Outro ponto é o bacharelado em Biblioteconomia para criarmos um quadro que possa contribuir para a organização das bibliotecas escolares. Nessa parceria tivemos uma boa resposta das instituições, sejam as universidades estaduais e federais, e do Instituto Federal da Bahia (IFBA)”, contou Pitombo.

Secretaria da Educação abre consulta pública para a construção coletiva do novo Currículo Bahia

A Secretaria da Educação do Estado abriu consulta pública para a construção coletiva do novo Currículo Bahia, referente às Educações Infantil e Fundamental. As contribuições poderão ser realizadas a partir desta segunda-feira (15), até o dia 13 de novembro, através do Portal da Educação. Poderão participar professores, estudantes e gestores das redes públicas e privada, além de representantes de diferentes instituições educacionais e da sociedade civil, de modo a contextualizar os diversos componentes curriculares com a realidade baiana e os conteúdos educacionais trazidos pela Base Nacional Curricular Comum (BNCC).

As contribuições passarão por uma avaliação e servirão para a construção da versão final do Currículo Bahia. No Portal, estão sendo disponibilizados textos introdutórios dos componentes curriculares, organizações curriculares, além de textos integradores ao currículo voltados a questões como Territorialidade, Educação Socioambiental, Educação Inclusiva e Diversidade, para orientar na formulação das contribuições.

O superintendente de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello, destacou a importância das contribuições dos educadores, estudantes e sociedade civil. “O nosso compromisso é de que no dia 10 de dezembro façamos a entrega ao Conselho de Educação da Bahia de uma proposta curricular diferenciada, que atenda às perspectivas dos estudantes e que seja capaz de promover a qualidade na oferta associada ao Ensino Médio. A intenção é que, entendendo a educação como um processo integral e integrado, esta mudança no currículo do Ensino Fundamental, repercuta na formação do aluno que chega no Ensino Médio, para que ele tenha continuidade no seu percurso formativo”, ressaltou.

BNCC
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. A Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das unidades federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

Secretaria promove encontro sobre o fortalecimento do trabalho pedagógico com os Núcleos Territoriais

Os coordenadores de Educação Básica dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) estão reunidos no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, nesta segunda-feira (18), para discutir sobre o fortalecimento do trabalho pedagógico dos NTE nas dimensões do currículo, dos sujeitos do processo de ensino e aprendizagem e da diversidade. O encontro, que prossegue na terça (19), trata temas como qualificação e coparticipação dos educadores na implementação de programas, projetos e ações na rede estadual.
O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Ney Campello, presente ao encontro, destacou a importância da integração dos NTE para que programas fundamentais na melhoria da qualidade da Educação na Bahia sejam efetivamente levados às unidades escolares. Na oportunidade, ele falou sobre o lançamento recente de dois programas estratégicos. “São ações que só darão certo com o envolvimento de todos. Um é o Programa de Apoio e Assistência à Saúde do Professor e do Estudante, que integrará todas as iniciativas em curso na rede, com o objetivo de ampliar ações pedagógicas e biopsicossociais que têm o olhar para estudantes e professores a partir da constituição de núcleos multidisciplinares. O outro é a Classe Hospitalar, que teve sua primeira classe inaugurada na semana passada, no Hospital Geral Roberto Santos, para dar dignidade aos alunos da rede que, momentaneamente, estejam impossibilitados de frequentar a escola”.
A diretora de Articulação Pedagógica da Secretaria da Educação, Edileusa Neres, acrescentou que o novo encontro busca dar continuidade ao alinhamento de ações, visando a implementação dos programas, projetos e ações na ponta. “Até terça, vamos dialogar temas importantes como a implementação da Base Nacional Comum Curricular; o Currículo Bahia; as ações específicas voltadas à Diretoria de Diversidade, como quilombola; as Escolas Culturais; e a Educação Indígena”.
A coordenadora pedagógica do NTE 19 (Feira de Santana), Waluska de Lima, ressaltou que encontros como estes promovem uma troca de saberes. “Temos fome de fazer cada vez mais e melhor no cenário educacional do nosso território. Então, esta é uma nova oportunidade de troca de experiências para fazermos um alinhamento de todas as propostas para que o acompanhamento nas escolas se dê da melhor forma possível, de modo a atender com qualidade da Educação pública nas escolas estaduais. Este é um momento de fortalecermos e tomarmos decisões para que nossas ações cheguem até a ponta”.
http://institucional.educacao.ba.gov.br/node/29336

Virtual Educa Bahia 2018 começa na segunda-feira com educadores da América Latina, Caribe e África

 

Começa na segunda-feira (4), o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação que, pela primeira vez, será sediado na Bahia. A abertura oficial será às 19h, no Teatro Castro Alves (TCA), com as presenças do governador Rui Costa, do secretário da Educação, Walter Pinheiro, do secretário geral do Virtual Educa, José Maria Anton, e demais autoridades. De terça (5) a sexta-feira (8), o Encontro será realizado no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (antigo ICEIA), que foi completamente reformado. Com o tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”, o Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, do Caribe e da África.
O Virtual Educa Bahia 2018  promoverá o debate de ações e experiências bem-sucedidas em Educação, envolvendo tecnologias e conteúdos digitais, diversidade, crescimento econômico e políticas públicas. Paralelamente, o evento envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul”, voltado para representantes governamentais e de instituições nacionais e internacionais. A programação constará de apresentações de trabalhos acadêmicos de educadores, estudantes e professores e profissionais da Educação, além de palestras de escritores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, envolvendo a temática da Edu­cação no sé­culo XXI e sua in­ter­face com a in­clusão, a di­ver­si­dade, o meio am­bi­ente, a ino­vação, a tec­no­logia e a for­mação do­cente.
http://institucional.educacao.ba.gov.br/node/29145

Comunidade escolar é consultada sobre práticas de respeito à diversidade e combate ao bullying

 

 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está mobilizando professores, gestores e coordenadores pedagógicos das escolas da rede estadual de ensino a socializarem práticas de respeito à diversidade e combate ao bullying. Para isso, foi iniciada nesta terça-feira (29), e segue até o dia 17 de julho, a consulta pública sobre “Respeito à diversidade e combate ao bullying nas unidades escolares sobre as temáticas Relações de gênero e sexualidade, História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, História e Cultura Indígena, Combate à intimidação sistemática (bullying) na rede estadual de ensino. Os interessados devem preencher o formulário disponível no Portal da Educação.
A iniciativa tem o objetivo de evidenciar as práticas pedagógicas já realizadas pelas unidades escolares, servindo de inspiração e indução para iniciativas pedagógicas em outras escolas da rede que ainda não estejam desenvolvendo ações nesta perspectiva. Além da socialização de boas práticas, o resultado da consulta pública servirá de subsídio para a elaboração das Diretrizes Estaduais da Educação para as Relações Étnico-Raciais e para as Diretrizes Estaduais de Educação para as Relações de Gênero e Sexualidade.
http://institucional.educacao.ba.gov.br/node/29139

Professores irão apresentar práticas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica no Virtual Educa 2018

 

Mais de dez Experiências desenvolvidas por professores do Programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC) serão apresentadas durante o XIX Encontro Internacional Virtual Educa – um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado entre os dias 4 e 8 de junho, no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (no antigo ICEIA), em Salvador. São trabalhos que abordam iniciativas inovadoras adotadas para dinamizar as aulas do programa.
O EMITEC é uma ação estruturante da Secretaria do Estado que garante aos estudantes, que moram em áreas remotas da Bahia, a conclusão do Ensino Médio. As aulas são transmitidas, via satélite e em tempo real, para todas as telessalas espalhadas pelo Estado, diretamente do Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador. Nas telessalas, os alunos contam com a presença de professores mediadores, que fazem a interlocução de dúvidas para os professores que ficam nos estúdios de TV instalados no IAT e aplicam as avaliações. Neste ano letivo, o EMITEC conta com 19.730 matriculados, em 355 localidades, de 135 municípios. Desde 2010, quando foi implantado, o EMITEC já possibilitou que 33.044 jovens concluíssem o Ensino Médio na Bahia.
http://educadores.educacao.ba.gov.br/node/29138